filhote de cachorro deitado

Confira 5 dicas para cuidar de filhote de cachorro

Conhecer boas dicas para cuidar do seu filhote é sempre uma boa ideia. Afinal, o objetivo é ajudar a tornar esse momento que passa tão rápido o melhor possível, tanto para os tutores quanto para o filhote. 

Por isso, preparamos cinco dicas que vão te ajudar a criar um cão mais saudável, alegre e preparado para o seu desenvolvimento. Acompanhe!

5 dicas para cuidar do seu filhote

1. Arrumar o ambiente

Dentre as primeiras dicas para cuidar do seu filhote, destaque para o cuidado com o ambiente. Isso porque é importante que o pet possa ser filhote, crescer e se desenvolver em um espaço seguro, confortável e que o estimule a brincar e a interagir.

Por isso, prepare o ambiente para receber o seu novo filhote. Mesmo se você já tiver outros cães em casa, vale dar uma atenção extra para o ambiente com a chegada do filhote.

Assim, encontre um lugar adequado para colocar a água, o comedouro e o tapete higiênico para o cão, lembrando que o ideal é o tapete higiênico ficar longe da área de alimentação do pet. 

Já separe um canto quentinho e confortável para colocar a caminha do pet e deixe brinquedos disponíveis para o cãozinho brincar e explorar. 

Por fim, lembre-se de, no início, mover de lugar possíveis objetos pontiagudos ou frágeis que estejam em  lugares mais baixos e, assim, acessíveis ao filhote. Tenha um cuidado extra com produtos químicos, acessórios de vidro, fios elétricos e demais itens que possam causar problemas a ele. 

Tenha em mente que o filhote de cachorro é curioso e irá explorar todo o ambiente, sem saber distinguir o que é seguro e o que não é. Por isso, cabe ao tutor garantir que o ambiente esteja adequado para receber o filhote. 

2. Apresentar para outros cachorros

Você tem outros pets em casa? Então, apresente o filhote aos seus outros animais de estimação. Para fazer isso com cuidado, introduza o filhote primeiramente na guia, permitindo que você possa controlá-lo caso perceba algum problema. Afinal, pode existir ciúme e rosnados de ambos os lados.

Só siga nessa introdução quando perceber que os cães já estão mais calmos com a presença um do outro.

Além disso, lembre-se de que cachorros são animais muito sociais e é importante que eles tenham contato com outros cães e humanos durante o seu desenvolvimento.

Porém, atente-se à imunização do filhote. Isso porque só é indicado que ele possa sair de casa depois de tomar todas as vacinas e vermífugo, o que acontece com cerca de 3 meses de idade. Com certeza, o veterinário poderá indicar corretamente essa ação.

filhote de cachorro tomando vacina

3. Seguir de forma adequada a frequência de consultas ao veterinário

Seguindo com as nossas dicas para cuidar do seu filhote, é importante ressaltar que o tutor deve sempre seguir as orientações do seu médico veterinário. Isso significa que é importante manter a frequência de consultas em dia, garantindo que o pet tome as vacinas necessárias para garantir sua saúde, proteção e bem-estar.

Além disso, o veterinário pode sugerir outras boas práticas para a rotina do cão, tornando a sua adaptação ainda melhor. 

Ah, e lembre-se de que o acompanhamento veterinário é importante em todas as fases da vida do cão, não apenas enquanto ele é filhote. Por isso, mantenha o hábito de fazer as consultas veterinárias de acordo com a orientação do profissional.

Inclusive, hoje você pode usar aplicativos que vão te ajudar a manter sempre em dia a rotina e os cuidados do seu pet, como o app da Petkie. Com o app, você pode ter sempre em mãos a agenda e todos os compromissos do seu cãozinho, não deixando passar batido a data de uma consulta ou vacina, por exemplo. 

Ainda, você pode utilizar o aplicativo para conversar via chat com o veterinário e com demais prestadores de serviço do universo pet, como adestradores, profissionais que trabalham em creches, hospitais e pet shops, pet walkers, entre outros. 

Se o seu veterinário ainda não conhece e/ou não está presente no app da Petkie, que tal mostrar essa solução para ele? No fim, todos sairão ganhando! 

Para saber mais sobre o assunto, confira: Benefícios em utilizar Petkie

4. Garanta os itens necessários para o bem-estar do filhote 

É importante que o filhote sinta-se protegido e seguro dentro de casa. Por isso, providencie um espaço tranquilo e de bem-estar para o pet. Caso seja necessário, você pode colocar proteções em tomadas e/ou utilizar grades para evitar que o cão explore ambientes que são perigosos para ele.

Além disso, invista em brinquedos que estimulem o cão a brincar e a pensar. Assim, ele irá gastar as energias e dormir melhor. Inclusive, você pode também aproveitar para treinar o filhote, garantindo que ele aprenda truques durante o seu desenvolvimento.

Isso tudo além de, é claro, oferecer uma estrutura adequada para o cão. A estrutura envolve uma caminha confortável, uma caixinha para transporte — que pode ser essencial para levar o pet para consultas veterinárias ou demais locais —, o tapete higiênico, comedouro e local para ele beber água, brinquedos variados, ração e petiscos.

filhote de cachorro brincando com uma corda

5. Ofereça a alimentação indicada para o pet filhote

Os filhotes de cachorro têm muita energia e estão em fase de crescimento. Assim, eles precisam de diversos nutrientes para que possam se desenvolver de forma saudável.

Pensando nisso, o ideal é oferecer sempre a ração adequada de acordo com a idade, raça e o porte do seu pet. Para saber qual é a melhor opção para o seu filhote, converse com o médico veterinário. Também, aproveite para perguntar a ele qual é a porção de ração ideal que você deve servir ao cão e quantas vezes por dia ele deve se alimentar.

Por fim, lembre-se de deixar água fresca sempre disponível para que o filhote possa matar a sede e se manter hidratado em qualquer hora do dia. 

Gostou das nossas dicas para cuidar do seu filhote? Então confira também Como cuidar bem do seu cachorro? Dicas para novos tutores

Fonte(s):

Adimax, DogHero, Fisioanimal, Pet Muito Pop e Petz.