tutor oferecendo ração ao seu cachorro

Nutrição canina: entenda a importância

O conhecimento sobre a importância da nutrição canina é essencial para todos os tutores que estão em busca de promover mais vitalidade, saúde e bem-estar para o seu pet. Afinal, a boa alimentação, que fornece os nutrientes na quantidade adequada, é fator primordial para a qualidade de vida do animal de estimação. 

Vale lembrar que os nutrientes essenciais que precisam estar presentes na alimentação dos cães são proteína, gordura, minerais e vegetais. Ao serem ingeridas na quantidade adequada para cada pet, essas substâncias desempenham funções essenciais para o bom funcionamento do organismo. 

Assim, atuam na formação e fortalecimento de estruturas como os ossos, músculos, pele e pelos e, também, facilitam demais atividades essenciais para o organismo, como a composição de enzimas, anticorpos, hormônios e mecanismos fisiológicos mais completos.

Por isso é tão importante saber mais sobre a importância da nutrição canina. Afinal, esse cuidado está diretamente relacionado com a vida e a saúde do pet. 

Quais as recomendações para manter uma boa nutrição do seu pet?

Mais do que compreender sobre a importância da nutrição canina, também é preciso saber como colocar esse conhecimento em prática. E existem algumas recomendações para o tutor manter uma boa nutrição do seu pet.

Primeiramente, é preciso reforçar que a alimentação do cão deve ser completa e balanceada. Isso significa que ela deve conter a quantidade ideal de nutrientes para garantir que o organismo do cão funcione da melhor maneira possível. 

Ainda, vale lembrar que essa “quantidade ideal” varia de acordo com o porte do cão, raça, idade e particularidades do animal – como a existência, ou não, de doenças ou condições fisiológicas alteradas. 

Tanto a ausência quanto o excesso de nutrientes na dieta do animal podem acarretar em problemas de saúde. Por isso é tão importante seguir a orientação do médico veterinário para manter a boa nutrição do seu pet, garantindo que ele está se alimentando de maneira adequada.

Outra dica para manter os cuidados adequados com a nutrição do cão é tornar o momento da refeição do pet agradável. Assim, ele não ficará arisco ou agressivo no momento de se alimentar. 

Inclusive, evite dar comida para o cachorro se ele estiver agitado. Caso você ofereça alimentos nessa situação, isso pode reforçar o comportamento do pet, fazendo com que ele esteja sempre agitado no momento da comida. 

Assim, espere que o pet se acalme e, somente quando ele estiver tranquilo, faça carinho e dê a refeição.

tutora dando comida para seu cachorro enquanto ele está calmo

Existem restrições conforme a idade?

Sim, existem restrições para a nutrição canina conforme a idade do pet. Entretanto, a idade não é o único fator que dita a quantidade de nutrientes que o animal precisa para ter a energia adequada para o seu dia a dia.

Dessa forma, na hora de escolher a alimentação adequada para o seu animal de estimação, lembre-se de levar em conta diversos fatores, como:

  • Idade;
  • Raça;
  • Porte;
  • Condições fisiológicas do animal – a existência de doenças, alergias e/ou demais características próprias do pet. 

Tendo esse conhecimento em mãos, você poderá conversar com o seu médico veterinário para que juntos encontrem as melhores opções de ração para garantir a saúde do cão. 

Ademais, saiba que hoje já existe uma variedade muito grande de alimentos para cães no mercado. Por isso, com certeza será possível encontrar uma opção que seja adequada para garantir a nutrição canina.  

Por fim, lembre-se que, durante a vida, o pet irá trocar a sua alimentação diversas vezes. Afinal, a porção servida para um filhote é diferente da porção que deverá ser servida para um pet adulto ou idoso. 

Por isso, acompanhe de perto todo o desenvolvimento e crescimento do cão. Adeque sempre as refeições de acordo com a fase de vida e necessidades do organismo do animal e, é claro, conte com o apoio de um médico veterinário durante todo o processo.

– Você também pode se interessar por: Raças de cachorro: guia completo das raças 

Por que dividir as refeições?

Outra dica importante sobre a importância da nutrição canina está relacionada com a divisão das refeições. Isso porque, caso o tutor ofereça de uma só vez toda a quantidade de ração recomendada para o pet comer naquele dia, é possível que o animal fique afobado e coma tudo de uma vez.

cachorro comendo ração

Além disso ser prejudicial para o sistema digestivo do cão – já que pode ser uma forma de predispor problemas de saúde como obesidade, gastrite e até mesmo casos de torção gástrica em raças de cães grande, – também é possível que, passado um tempo, ele sinta fome de novo.

Assim, se é difícil (diríamos até quase impossível) para o cão ter o controle da sua própria alimentação e decidir qual será a porção ideal para cada refeição, cabe ao tutor ter esse cuidado. 

Quais são os principais alimentos proibidos para o seu pet?

Por fim, além de entender mais sobre a importância da nutrição canina, também é legal conhecer alguns alimentos que devem ser evitados pelos pets. Dentre eles, destaque para:

  • Frutas cítricas;
  • Abacate;
  • Uva;
  • Chocolate;
  • Café;
  • Queijo;
  • Alho;
  • Cebola;
  • Bebidas alcoólicas.

Além disso, caso o tutor opte por dar petiscos para o cão, o ideal é buscar pelos petiscos menos industrializados. Pode-se usar verduras, legumes e frutas ou até mesmo petiscos comercializados em petshops e lojas especializadas, mas que contenham ingredientes mais naturais e sejam nutritivos para o cão. 

Gostou de saber mais sobre a importância da nutrição canina? Esperamos que sim! Para conferir outras boas sugestões de como manter a saúde e o bem-estar do seu pet sempre em dia, acesse: Como cuidar bem do seu cachorro? Dicas para novos tutores

E também para ficar sempre por dentro de novidades e dicas relacionadas ao universo pet, siga-nos no nosso Instagram!

Fonte(s):

Adimax, CVSF, Equilíbrio Total Alimentos, O Liberal e Portal do Dog.