cachorro sendo vacinado em uma clínica veterinária

Reação de vacina no cachorro: saiba o que fazer

Ao imunizar os cães, é possível que seja preciso lidar com a reação da vacina no cachorro. Afinal, alguns pets apresentam sintomas após a aplicação do medicamento — assim como  ocorre com os seres humanos, por exemplo.

Porém, antes de te explicar mais sobre a possível reação da vacina nos cachorros, é importante ressaltar que é essencial garantir que o pet esteja sempre com as suas vacinas em dia. Assim sendo, jamais deixe que o receio pelo efeito colateral da vacina o impeça de vacinar o seu pet, ok? 

Dito isso, podemos seguir em frente e explicar um pouco mais sobre a reação da vacina nos cachorros, desde os seus sintomas como as melhores maneiras de tratar essa condição. Acompanhe! 

– Complemente a leitura com: Como cuidar bem do seu cachorro? Dicas para novos tutores 

Por que acontece a reação da vacina no cachorro?

A reação da vacina no cachorro pode acontecer porque as vacinas são elaboradas a partir de uma bactéria ou vírus inativo, causadores de determinada doença. Quando o organismo do pet tem contato com esses vírus/bactérias, ele aciona o sistema imunológico e o estimula a produzir anticorpos contra a doença, ajudando a manter o pet protegido.

É comum acontecer a reação da vacina nos cachorros?

Assim como é com os seres humanos, é difícil dizer se é comum ou não, acontecer a reação da vacina. Isso porque cada cão é um cão e, dessa forma, cada organismo reage de uma forma diferente à imunização. 

cachorro sentindo sintomas de reação de vacina

De qualquer jeito, os efeitos colaterais podem acontecer devido a diversas possibilidades, desde a reação a alguma substância, passando pela imunidade baixa do pet ou simplesmente porque o organismo do cão leva um tempo até processar e entender o que está acontecendo. 

Além disso, vale ressaltar que, nos filhotes, as vacinas costumam trazer maiores reações, já que o sistema imunológico do animal não está completamente desenvolvido.

Como identificar se há reação da vacina no cachorro? Conheça os principais sintomas

Mas, afinal, como saber se a vacina está dando algum tipo de reação? Pois bem, os efeitos colaterais podem ser variados em cada pet. 

Ademais, vale ressaltar que eles costumam ser leves e, por vezes, melhoram rapidamente e sozinhos com o passar do tempo. Ainda assim, os sinais mais comuns são:

  • Dor, incômodo, inchaço, Inflamação e/ou vermelhidão no local da aplicação: é comum que o local em que foi aplicada a vacina fique magoado por uns dias devido à picada. Ainda assim, esse efeito colateral deve desaparecer de forma natural em alguns dias;
  • Aumento da temperatura/febre: a imunização pode gerar o aumento da temperatura no corpo do cão, ocasionando febre;
  • Mudanças no comportamento: após a imunização, o cachorro pode ficar mais amuado, sonolento, irritado, sensível e desanimado por um pequeno período. Não é preciso se preocupar;
  • Distúrbios intestinais: as vacinas podem impactar o sistema digestivo do cão, fazendo com que ele tenha dor de estômago, falta de apetite, diarreia ou vômitos. Caso isso aconteça, provavelmente o pet ficará deitado de lado, tentando amenizar o incômodo; 
  • Choque anafilático/alergia: esse é um efeito colateral raro, porém perigoso. Por isso, é importante o tutor estar atento à forma como o pet reage à vacina. 
cachorro deitado na cama sentindo os sintomas de reação de vacina

Quais os tratamentos e cuidados necessários caso haja a reação da vacina no cachorro?

Assim como em qualquer outra situação, caso você perceba que o seu pet está agindo de maneira estranha e/ou percebeu que ele está com a temperatura quente ou inchaços, busque levá-lo ao veterinário rapidamente. Algumas reações mais graves que merecem atenção e cuidado imediato são:

  • Tremores;
  • Edema (inchaço) na face e pescoço;
  • Salivação excessiva;
  • Coceira e agitação excessiva; 
  • Vômitos.

Atenção: leve a vacinação dos pets a sério

Por fim, vale ressaltar novamente que, mesmo que a reação da vacina no cachorro possa acontecer, é essencial garantir que o seu pet esteja sempre com as vacinas em dia. Além de deixá-lo protegido e imunizado contra possíveis enfermidades, a vacinação é um cuidado com a saúde pública, ajudando a proteger inclusive outros pets e até mesmo os seres humanos.

Use o app da Petkie e nunca esqueça a data da próxima vacina

Com a rotina corrida, pode ser difícil lembrar de todos os compromissos. Assim, para ter a certeza de que a imunização do seu cão está em dia de acordo com o calendário de vacinação, que tal utilizar uma ferramenta super prática que te ajude a lembrar desse compromisso tão importante? Estamos falando do aplicativo da Petkie.

Completo, intuitivo e feito para facilitar a vida de todos os envolvidos no cuidado do pet, o app permite que você controle a rotina e os compromissos que envolvem o cão, desde as datas de vacinação, passando por exames, idas ao pet shop, creches, hotéis, entre outros. 

Além disso, a ferramenta permite que o tutor tenha em mãos as informações mais relevantes sobre o animal e possa trocar mensagens com todos os envolvidos no cuidado do cão, como veterinários e demais profissionais prestadores de serviço. Para saber mais, confira todas as facilidades da Petkie para a sua vida e surpreenda-se.

Baixe agora mesmo o aplicativo da Petkie. Ele está disponível para download no Google Play e na App Store.

Fonte(s):

Cobasi, Fresh4Pet, Petz, SOS Cãopanheiros e Vet Quality.